Home

Confie em seu poder pessoal e busque equilíbrio interno para lidar sozinho com os próprios problemas

 

Por Alice Duarte

Na tradição nativa americana, a cesta de carga – objeto de palha usado para carregar lenha e alimentos – costumava ficar pendurada do lado de fora da tenda durante à noite. Havia uma razão para isso. Quando alguém vinha até a tenda visitar a família, a cesta era um lembrete ao visitante de que ele deveria deixar suas queixas e problemas pessoais ali do lado de fora. A tenda era considerada por todos um espaço sagrado e entrar na moradia alheia carregando uma nuvem negra de negatividade era considerada falta de educação.

Que saudável seria se incorporássemos dos índios essa postura de respeito pelo lar alheio, não é mesmo? Pare para pensar em quantas vezes você já não bateu na casa das pessoas que ama choramingando e poluindo os ouvidos delas com seus problemas. Você provavelmente saiu de lá aliviado e até ganhou de brinde alguns conselhos – que você tratou de ignorar logo em seguida.

Quando um nativo se deparava com um problema que não conseguia solucionar sozinho ele batia na casa dos anciãos. O conselho só vinha depois de três dias e o buscador seguia as instruções dadas pelo sábio pois as considerava sagradas e intocáveis.

“Os problemas sempre deixam de ser fardos pesados no instante em que se encontram soluções para eles.”

Claro que muitas vezes nos deparamos com encruzilhadas e obstáculos que não conseguimos superar sozinhos. É muito válido buscar orientação com pessoas experientes que você respeita e confia. Pode ser sua mãe, seu pai, seus avós, seu professor, seu terapeuta, um orientador espiritual ou aquele amigo esperto que já superou obstáculos semelhantes. Mas não desperdice o precioso tempo deles se você não pretende respeitar o conhecimento que lhe deram.

Suportar os próprios problemas requer muito equilíbrio pessoal e força de caráter. Todos nós temos uma sabedoria própria, um mestre interior que nos guia pelo caminho da verdade. É preciso silenciar a mente para escutá-lo e também acreditar firmemente em nosso poder pessoal, em nossos dons e criatividade para encontrar sozinhos uma solução. Isso é uma prática importante para fortalecer nossa autonomia. Só deve buscar conselho externo quando todos esses recursos já se esgotaram.

E se um amigo vier bater à sua porta despejando as queixas dele na sua “cesta” saiba que não é sua função resolver os problemas alheios. Você pode, internamente, dizer que ele dá conta sozinho do recado e que ele tem todos os recursos necessários para isso. Fazendo isso você respeita o destino dele e o deixa se relacionar com as consequências de suas próprias ações.

 

Para mais dicas e insights sobre desenvolvimento pessoal acesse os meus canais:
Facebook: Alice Duarte
Periscope: // @AliceDuarte
periscope.tv/aliceduarte
Twitter: @alicebduarte

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s