Home

 

O que aprendi num retiro de yoga e como programar a mente para trabalhar automaticamente a favor de suas metas

 

Por Alice Duarte

Há algumas semanas eu abri minha caderneta onde faço anotações importantes sobre meus aprendizados e descobertas. Havia esquecido que ali eu tinha anotado as resoluções para 2015. Somente nesse momento me dei conta de que tinha alcançado meus ambiciosos objetivos traçados no último Réveillon, quando passei uma semana num retiro de yoga.

Junto com a alegria veio a pergunta: como foi que eu consegui alcançar essas metas se elas ficaram completamente esquecidas, longe do alcance da minha mente racional e, portanto, do meu monitoramento ao longo desses últimos meses? Foi aí que caiu a ficha: isso não foi obra do acaso. Percebi que não basta pular sete ondinhas enquanto se mentaliza os pedidos de Ano Novo. É preciso fazer seu cérebro trabalhar automaticamente a favor de suas metas, em outro nível: no inconsciente. A chave para isso eu encontrei durante esse retiro.

Justamente por ser este um período de fechamento e início de um novo ciclo, por vários anos consecutivos eu busco introversão no que eu chamo de Réveillon de paz. São cinco ou sete dias em lugares em meio à natureza, de preferência fazendo detox digital (ou seja, sem TV, celular ou internet) e alimentar (comida vegetariana/vegana e nada de bebidas alcoólicas), longe de trânsito, aglomerações, som alto, fogos de artifício… enfim, sem distrações. É um intervalo de silêncio em meio à correria para eu poder me centrar, estar em contato comigo mesma, refletir sobre aquilo que passei e fazer meu planejamento para o ano que se inicia.

Nesse último retiro, fizemos algo extremamente simples, porém poderoso. A proposta era cada um escolher algo que gostaria de curar e algo que gostaria de cultivar para 2015.  Precisávamos escolher apenas um ou dois objetivos para cada. E isso tudo foi envelopado numa bonita cerimônia na virada, com mantras, ensinamentos e ritos.

Aquilo que queríamos curar, escrevemos num pequeno pedaço de papel e dobramos. Enquanto o grupo entoava os mantras, um a um se levantou com sua velinha acesa e depositou o seu papelzinho num cesto no centro da sala, rodeado de flores, velas e incenso. Depois tivemos que declarar em voz alta para todo o grupo aquilo que gostaríamos de cultivar no ano que se iniciava. E ali no centro deixar nossa velinha, que uma a uma somada foi formando uma linda imagem de luz. Após vários minutos dessa prática estávamos todos num grande estado de presença e paz. Mais tarde, o cesto com todos os papeizinhos foi levado para queimar (e transmutar) numa fogueira enquanto cantávamos mantras em danças circulares.

_DSC0882

Dentro dessa sequência simples de ritos, que não têm nenhum cunho religioso, está a chave de acesso ao nosso inconsciente, esse gigante poderoso que rege 95% de nossas escolhas e ações. Com esse conjunto de símbolos, gestos, palavras e atitudes, o rito traz para a realidade concreta uma realidade que não é visível. E todo bom ritual tem em si essa força, capaz de registrar a mensagem em sua mente profunda, onde ficam armazenadas as emoções, os padrões de crenças, os aprendizados e o comportamento automático.

Suas metas têm muito mais eficácia quando você as insere dentro de um ritual – que pode ser simples como esse do meu exemplo ou outro que você mesmo pode criar com os elementos que fazem sentido pra você. Para o sistema límbico de sua mente, é como se você já as tivesse realizado. Foi por isso que não precisei fazer qualquer esforço consciente para concretizar minhas resoluções. Os caminhos, as pessoas e as experiências necessárias para que eu atingisse meus objetivos simplesmente foram aparecendo diante de mim.

_DSC0886E agora, pronto para ter a sua própria experiência? Então veja a seguir os 6 passos para você dinamizar suas metas de fim de ano:

  1. Esteja presente

Eu sei que é difícil se afastar das distrações nessa época, mas busque um momento de silêncio interior e estado de presença antes de refletir sobre suas resoluções.

  1. Antes de saber para onde ir, saiba de onde veio

Faça uma longa lista de gratidão, com o que conseguiu conquistar, superar e aprender no ano que se passou. Isso te ajuda a entender sua trajetória e ver com mais clareza aonde se quer chegar. Sem falar que aumenta muito a sua autoconfiança.

  1. Seja objetivo

Você pode sim fazer uma longa lista de resoluções, mas se for fazer um ritual, escolha uma ou duas mais importantes.

  1. Recicle sua vida

Pra cada algo novo que você queira introduzir em sua vida, escolha uma coisa para eliminar. É preciso desentulhar nossa mente e sentimentos para abrir espaço para o novo.

  1. Enriqueça o seu ritual

O ritual precisa ter uma sequência coerente de símbolos, gestos, palavras (ou frases) e atitudes. Qualquer objeto pode ser utilizado como símbolo, desde que te faça se conectar com algo maior e com o seu propósito (uma imagem, uma flor, uma vela, etc.). A palavra também é fundamental: você pode usar mantras, uma oração de poder ou fazer decretos. Se puder anunciar o seu propósito para os outros (de preferência pessoas que te amam e torcem por você) ainda melhor, pois nesse caso você terá que se comprometer com o resultado.

  1. Gratidão muda tudo

Por fim, agradeça desde já todas as bênçãos que já estão a caminho. Isso fará toda a diferença.

 

Gostou do conteúdo?
Para mais dicas e insights sobre desenvolvimento pessoal acesse os meus canais:
Facebook: Alice Duarte
Twitter: @alicebduarte
periscope.tv/aliceduarte
// @AliceDuarte

2 pensamentos em “Dinamize seus pedidos no Ano Novo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s